domingo, 27 de junho de 2010

Indiferente.


Não gosto desse jeito seu, você está sempre com essa garota no pensamento, e tu nem me percebes, logo eu, que estou aqui, do seu lado, morrendo pouco a pouco toda vez que sai uma menina insensata e tola da sua boca, toda vez que suas lágrimas saem de seu belo rosto e nenhuma dessas meninas está lá pra enxugá-las. Precisava dar um grito de socorro, um grito de dor, um grito que clama pelo teu amor. O meu grito está crescendo, já estou nos jornais, daqui dois meses estarei nas revistas, a capa será minha em seis meses e quando meu rosto sair todos os dias no horário nobre que você diz não gostar de assistir, mas senta no sofá pra dar uma relaxada, já que televisão não te faz pensar, eu estarei lá. Estarei lá dando mais um grito de socorro, mais um grito de dor, mais um grito de amor.
Esbarro em você todos os dias, você finge que não sabe, mas no fundo você sabe, sabe que sou louca por você, que seu perfume me desorienta, que o seu “Oi” todos os dias é o que me faz ficar firme o dia todo, às vezes esse “Oi” é o que me faz ficar forte pra continuar no horário nobre só pra ser notada, só pra milhares de pessoas saberem que estou ali por sua causa, que estou perdidamente e apaixonada. Sim, estou perdida.
Ouvi essa música no carro, tentei pensar em mim, mas a conclusão de tudo é que te amei mais que a mim:

“Tentei falar, mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim”

Só serei livre de você quando ouvir da sua própria boca, só serei livre de você quando disser pra mim que não me quer com todas as suas forças. Estou perdida sem você e não gosto desse seu jeito. Indiferente.



Licença Creative Commons
A obra Indiferente. de Elyza C. foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em elyzacardoso.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em www.elyzacardoso.blogspot.com.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Onde está você ?


Onde esta você amor?
Procurei seus olhos
Procurei teu cheiro
Está tudo vazio sem você

O mundo fica sem cor
Os doces ficam sem graça
As letras de música fazem sentido,
Todas cabem a mim.

Onde esta você amor?
Você pode me responder?
Não, não pode.
Porque você se foi.

Você desistiu de tudo
Você se foi
Deixou meu coração partido
Onde esta você amor?
Onde está você?



Licença Creative Commons
A obra Onde está você? de Elyza C. foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em elyzacardoso.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em www.elyzacardoso.blogspot.com.

domingo, 13 de junho de 2010

Dia dos namorados.


Ta aí, um belo dia dos namorados, sem namorados. Na verdade, um FELIZ dia. Pude rever meus conceitos sobre namorados, porque mesmo que todo mundo fique correndo que nem louco pra comprar um presente ou pra desfilar com alguém do lado como se fosse um cachorro importado,
sei que não preciso DESSE dia pra ser feliz.
Espero muito mais que uma data especial, mas sim que todos os dias sejam especiais e que ao menos, nessa data memorável e completamente comercial, eu ganhe um dia, um ótimo presente :) .


Licença Creative Commons
A obra Dia dos namorados. de Elyza C. foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em elyzacardoso.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em http://elyzacardoso.blogspot.com/.